quinta-feira, 23 de maio de 2013

Instalando o KDE 4.10.3 no Ubuntu e derivadas

O repositório correto do KDE 4.10.3 a ser usado no raring, qualquer sabor ou distro derivada, é este aqui, que deverá ser colocado no final do arquivo /etcapt/sources.list:

# KDE 4.X PPA
# sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AC93F7A
deb http://ppa.launchpad.net/kubuntu-ppa/ppa/ubuntu raring main


Para atualizar o KDE, faça no terminal, na ordem:

$ sudo apt-get update
sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AC93F7A
$ sudo apt-get dist-upgrade

Para instalar do zero:

$ sudo apt-get update
sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AC93F7A
$ sudo apt-get install kde-full

Algumas dicas na internet dão outro repositório, que não faz a atualização da versão 13.04, somente até a 12.10.

Fiz a atualização e o sistema continua estável, sem nenhum bug até o momento.

De qualquer forma, se você não quiser utilizar este repositório PPA, aguarde para ver se a atualização estará nos repositórios oficiais.

Até a próxima dica!
;-))

Criptografando o Kubuntu com senha no boot

Em dica anterior expliquei como criptografar o Ubuntu com senha no boot, por meio de uma LVM criptografada. Hoje explicarei como fazê-lo no Kubuntu.

O procedimento é basicamente o mesmo. Quem faz num, faz nas demais distros derivadas.

Resumidamente:

1) insira o dvd do kubuntu no drive, espere carregar a imagem inicial e escolha F2 para selecionar o português do Brasil:



2) clique em "Instalar o kubuntu":


3) quando chegar no particionamento do disco, escolha "assistido - usar disco todo e LVM criptografado". Digite a senha que escolheu para criptografar o seu HD:


4) escolha o fuso horário e confirme seu tipo de teclado:



5) na aba "quem é você?", digite os dados pedidos e informe a senha de login, que é diferente da anterior:


Recomendo a não selecionar o item "criptografar minha pasta pessoal", pois você terá problemas com o arquivo de swap. E a solução do mesmo não será vista aqui.

É só aguardar o término da instalação que, em toda inicialização do sistema, será pedida a senha do LVM. 

Este é um recurso ideal para portáteis ou pcs de mesa com dados sensíveis que justifiquem a implantação desta medida.

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Instalando o Kernel 3.9 stable no ubuntu e derivadas

De nada adianta preocupar-se com a segurança de seu pingüim, se na hora de instalar um novo kernel você usa um pacote sem autenticação.

Hoje explico aqui como instalar uma nova versão do kernel, usando os repositórios oficiais. Então, a partir do kubuntu 13.04 instalarei o kernel da próxima versão, o "saucy", o mais atual possível.

Adicione no arquivo "/etc/apt/sources.list" o repositório abaixo:

deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ saucy main

Escreva o conteúdo a seguir no arquivo "/etc/apt/preferences":

# kernel do saucy
Package: *
Pin: release a=saucy
Pin-Priority: 200

# atualizar kernel saucy
Package: linux-image-3*
Pin: release a=saucy
Pin-Priority: 500

Package: linux-image-extra-3*
Pin: release a=saucy
Pin-Priority: 500

Ora, estamos dizendo para o apt que todos os pacotes da versão "saucy" terão prioridade inferior aos da "raring", evitando-se misturar versões distintas que podem detonar o sistema.

E ao mesmo tempo dizemos que somente os pacotes linux-image-3* e linux-image-extra-3* terão prioridade superior aos da raring, instalando e atualizando-os pelos repositórios oficiais.

Muito bem: entendido tudo até aqui, salve as alterações e rode no terminal, na ordem:

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-cache search linux-image-extra-*
linux-image-extra-virtual - Transitional package...
linux-image-extra-3.8.0-19-generic ...
linux-image-extra-3.2.0-23-virtual ...
linux-image-extra-3.9.0-0-generic ...
linux-image-extra-3.9.0-1-generic

Podemos ver que a versão do kernel mais atual - no momento - é a 3.9.0.1. E a instalação poderá ser feita também pelo terminal:

$ sudo apt-get install linux-image-extra-3.9.0.1-generic linux-image-3.9.0-1-generic

O mesmo princípio vale para uma versão mais antiga do kernel, por exemplo, a "precise" (LTS), bastando  alterar os dados de "saucy" para a desejada. Exemplo:

deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ precise main

e

Pin: release a=precise

Basta dar o boot e utilizar seu novo kernel, totalmente certificado com a chave de autenticação oficial da Canonical.

Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 8 de maio de 2013

GLib-GIO-ERROR **: Settings schema 'org.freedesktop.Tracker.FTS' is not installed

Se você observar este erro no debian wheezy, "GLib-GIO-ERROR **: Settings schema 'org.freedesktop.Tracker.FTS' is not installed", instale o pacote tracker segundo o procedimento padrão de sua distro.

No debian 7 faça assim:

$ su -
$ sudo apt-get install tracker

Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Encriptando o /home no Ubuntu e derivadas durante a instalação

Aqui no blog já expliquei como encriptar sua distribuição Ubuntu ou derivadas, no boot, usando LVM criptografado.

Na dica de hoje explicarei como proceder no ato da instalação, automaticamente, facilitando a vida do usuário iniciante. Posteriormente explicarei como proceder manualmente, após aquela.

A distro usada foi o Xubuntu, mas pode ser qualquer uma da família *buntu. Não testei nas variações do linux mint mas, se ele preservar estas opções, o procedimento é o mesmo.

Vamos lá:

1) ponha o dvd de instalação no drive e espere o boot inicial. Aperte F2 e escolha o português do Brasil:




2) no particionamento do disco, marque a primeira opção, de particionamento automático:


3) configure o fuso horário e teclado normalmente:



4) na aba "quem é você?" insira os dados pedidos e selecione a opção "criptografar minha pasta pessoal":


Aguarde o término da instalação. Todos os arquivos guardados em /home/seu_login são criptografados automaticamente. A senha é a mesma do login.

Aparentemente não estará acontecendo nada. Nada será mostrado, nenhum alerta. E no seu /home existirá dois links ocultos: .ecryptfs e .Private. Nunca os remova do lugar!

ATENÇÃO

Se optar pelo particionamento manual, atente-se para as seguintes regras ou a instalação não seguirá adiante:

* é obrigatório uma partição swap em disco;
* é preferível particionar o /home separadamente;
* nunca particione /home/seu_login.

Até a próxima dica!
;-))