domingo, 28 de julho de 2013

sh: 0: getcwd() failed: No such file or directory

Se você obteve o erro "sh: 0: getcwd() failed: No such file or directory" não precisa se preocupar. Significa que rodou um comando em diretório que não existe mais.

Isso pode acontecer quando o alguém utiliza mais de uma aba ou terminal, apaga o diretório de trabalho num e executa um apt-get update, update-initramfs etc no outro, onde o diretório está listado mas já foi pro espaço há um tempo.

Basta ir para um outro local qualquer e repetir o comando desejado que o "bug" some"

Até a próxima dica!
;-))

sábado, 27 de julho de 2013

Google chrome criando arquivo libpeerconnection.log no diretório do usuário

O google chrome 28 está criando um arquivo de log no diretório do usuário, o libpeerconnection.log. E neste tempos bicudos de espionagem dos EUA, tem usuário linux com o cabelo em pé...

Não se preocupe pois é um bug facilmente resolvível, pois tal arquivo sempre existiu e deve ficar no diretório /tmp. Então vamos corrigi-lo.

Abra o arquivo /opt/google/chrome/google-chrome com seu editor de texto preferido, com privilégios de root:

$ su -
# nano /opt/google/chrome/google-chrome


ou

$ sudo nano /opt/google/chrome/google-chrome

Localize a linha exec -a "$0" "$HERE/chrome"  "$@" e acrescente a linha "cd /tmp" (sem aspas) antes dela, assim:


Salve e reinicie seu navegador.

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Instale o kernel "linux-libre" no seu linux...

Se você usa Debian ou distro derivada, pode usar um kernel "linux-libre" criado por Jason Self. Segundo ele, é um kernel com "all of the binary blobs, obfuscated code and portions of code under proprietary licences removed".

Para usá-lo, adicione as linhas abaixo no seu /etc/apt/sources.list:

# kernel libre
# wget https://jxself.org/gpg.inc | sudo apt-key add gpg.inc
deb http://linux-libre.fsfla.org/pub/linux-libre/freesh/ freesh main

Nesta página você pode escolher um kernel com suporte de curta duração, ou então um LTS, dependendo de suas necessidades.

Para instalá-lo, faça na ordem:

$ su -
# apt-get update
# wget https://jxself.org/gpg.inc | sudo apt-key add gpg.inc
# apt-get install linux-libre32


ou

# apt-get install linux-libre64

Para o kernel LTS, veja qual versão disponível no link supra.

Não se esqueça de que, dependendo de seu hardware, poderá não funcionar se necessitar de um firmware proprietário, por exemplo. Neste caso é melhor manter um kernel menos purista e ter todas as funcionalidades de seu equipamento.

Até a próxima dica!
;-))

domingo, 21 de julho de 2013

Testando as versões beta do KDE4 no kubuntu e derivadas do Ubuntu

Diquinha rapidinha: para experimentar as versões beta do KDE4 no kubuntu e derivadas do Ubuntu, use o repositório abaixo:

# KDE 4.X PPA
# apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AC93F7A
deb http://ppa.launchpad.net/kubuntu-ppa/beta/ubuntu raring main

O procedimento deve ser feito no terminal, de preferência, por ser mais seguro. Basta digitar os comandos abaixo na ordem que se apresentam:

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AC93F7A
$ sudo apt-get update

e

$ sudo dist-upgrade (para atualização do KDE)

ou

$ sudo apt-get install kde-full (para instalação do zero)

Terminada a instalação, reinicie e interface gráfica. É claro que este procedimento será por sua conta e risco. Se algo der errado, não adianta reclamar.

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Ativando teclado numérico do Aspire E-1531 no linux

Para ativar o teclado numérico do NoBo Acer Aspire E-1531, basta basta pressionar simultaneamente as teclas Shift+Alt+Numlock:


Não aperte a NumLock isoladamente, pois ativará a tecla Fn e, como conseqüência, os caracteres de substituição. Caso isso ocorra, basta clicar nela novamente.

Este bug aparente ocorre quando você conecta um teclado usb, prática muito usada para se "poupar" o do NoBo, evitando defeitos cedo demais.

Fazendo a ativação do teclado numérico, pode-se reiniciar o linux à vontade que permanece do mesmo jeito. Para desativá-lo, basta repetir a combinação das teclas.

Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Repositórios da Locaweb para sua distro baseada no Ubuntu

Essa dica não é nova mas vou passá-la mastigadinha para vocês. Substituam seus repositórios do br.archive.ubuntu.com pelos da Locaweb, empresa de hospedagem contratada pelo Ubuntu.

Seu sources.list ficará assim:

ANTES
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ $VERSAO main restricted universe multiverse

DEPOIS
deb http://ubuntu-archive.locaweb.com.br $VERSAO main restricted universe multiverse

onde:

$VERSAO -> precise, quantal ou raring

Faça isso com os repositorios updates, backports e security (ex.: precise-updates, precise-backports e precise-security)Depois atualize a base de dados do apt, rodando no terminal:

$ sudo apt-get update

Até a próxima dica!
;-))

terça-feira, 9 de julho de 2013

Ativando webcam no cliente skype para linux

Se a sua webcam não está funcionando no skype, a dica abaixo pode ser a solução. O que devemos fazer é localizar a bilbioteca "v4l1compat.so" e adicioná-la ao PATH das bilbiotecas de seu pinguim.

Ela é a responsável pelo funcionamento da engenhoca no skype. Faça na ordem:

$ su -
# updatedb
# exit
$ locate v4l1compat.so

/usr/lib/i386-linux-gnu/libv4l/v4l1compat.so

Descoberto onde ela está, acrescente a linha abaixo no arquivo /home/seu_login/.bashrc (arquivo oculto, com um ponto - "." - na frente):

export LD_PRELOAD=/usr/lib/i386-linux-gnu/libv4l/v4l1compat.so

Toda vez que você fizer login, a biblioteca estará no PATH do sistema. Para poder usá-la sem necessidade de refazer o login, faça no terminal:

$ export LD_PRELOAD=/usr/lib/i386-linux-gnu/libv4l/v4l1compat.so
$ echo $LD_PRELOAD
/usr/lib/i386-linux-gnu/libv4l/v4l1compat.so

Abra seu skype e veja se ele carraga a webcam. Espero que funcione.

Até a próxima dica!
;-))

Obs.: dica do colega Elias Asa, que a postou no grupo Linux no Face.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

SRWare Iron, um browser que não o espiona

Se você é um daqueles usuários obcecado por segurança. não pode deixar de usar o SRWare Iron, um navegador baseado no google-chrome mas sem os programetos espiões embutidos neste.

Existem versões para windows, mac e linux, pacotes *.tar.gz, *.deb e *.rpm, que estão a disposição no site do projeto. Recomendo baixar o primeiro, pois o *.deb não funcionou no kubuntu 13.04.

A instalação é manual e você deverá satisfazer as dependências necessárias, pois inexiste repositórios para seu gerenciador de pacotes preferido.

Para usá-lo, siga os passos abaixo na ordem:

$ tar -xvzf iron-linux.tar.gz
$ sudo mv iron-linux /usr/share/iron

Basta apenas acrescentar o caminho "/usr/share/iron/iron" no menu iniciar do seu gerenciador de janelas, como mostro abaixo com o kmenuedit, do KDE4:


Ele é totalmente compatível com o google-chrome e chromium de mesma versão, segundo o desenvolvedor, e pode ser uma alternativa a quem se preocupa com os dados que saem do computador:


Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Alterando o brilho das telas nos notebooks Acer Aspire

Uma particularidade dos NoBo's da Acer é que não há o arquivo "brightness" em /proc/acpi/video/VGA/LCD/. Por isso os applets de controle de brilho não funcionam.

Para que as teclas de controle do brilho possam ser usadas normalmente, contornando o problema, adicione as linhas em vermelho no arquivo /etc/default/grub:

GRUB_CMDLINE_LINUX="acpi_osi=Linux acpi_backlight=vendor"

Abra um terminal e rode o comando abaixo com um editor de texto qualquer (use o de sua preferência):

$ sudo nano /etc/default/grub


Procure pela linha "GRUB_CMDLINE_LINUX" e faça o acréscimo como indicado. Basta acessá-la com as setas direcionais do teclado. Salve com ctrl+o e saia com ctrl+x.

Rode o comando abaixo que, na próxima inicialização do pinguim, aquelas estarão ativas:

$ sudo update-grub

Mas se quiser que um determinado valor seja configurado após o login, sem usar a teclas de controle de brilho, o que fazer?

Simples. Vamos detectar qual a saída de vídeo de seu NoBo e depois configurar o comando para ser executado após o login na interface gráfica. Faça os comandos abaixo, na ordem:

$ xrandr -q | grep " connected"
LVDS1 connected 1366x768+0+0 (normal left... etc

Agora ajuste o brilho até um valor confortável para você:

$ xrandr --output LVDS1 --brightness 0.5

Definido o valor, que vai de 0.0 <--> 1.0, basta colocá-lo para ser executado na hora do login na interface gráfica, como o aplicativo de sessão do ubuntu:


Até a próxima dica!
;-))