quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Reduza o tamanho do DVD com dvdshrink

Hoje vou explicar como converter DVD para o tamanho de 4.7GB, a fim de caber numa mídia comum DVD-R.

Já testei os programas dvd95 (Gtk) e k9copy (Qt) e ambos deixam a desejar, pois não são mais desenvolvidos. Ao menos comigo os resultados não foram satisfatórios.

Por isso vamos lançar mão de um programeto escrito para windows e que funciona muito bem com o wine: o dvdshrink: simples, eficaz e dá conta do recado sem maiores frescurar.

Primeiramente instale o wine segundo o padrão para sua distro, o que não será visto aqui. Depois baixe o dvdshrink32setup.zip em sites de download, com o o superdownlods, baixaki etc.

Abra um terminal e digite:

$ unzip dvdshrink32setup.zip
$ wine dvdshrink32setup.exe

Faça a instalação normalmente, como se estivesse no windows. Terminado o processo, abra o dvdshrink a partir do menu iniciar de sua interface gráfica:


Bote o dvd no drive e espere carregar automaticamente, clicando em "open disc". Quando carregar o nome do filme, clique em "OK":


Espere o programa analisar o dvd. Desmarque a opção "Enable video preview" para que esta faze ande mais rápido:


Concluída a fase anterior, vai se apresentar esta imagem, com toda a estrutura do dvd:


Clique no botão "backup!" e, na próxima janela, escolha salvar como imagem *.iso e o o diretório onde guardá-la:



É só esperar o término do processo e seu arquivo *.iso de 4.7GB estará pronto. Grave-o com seu programa preferido e depois vá assisti-lo no conforto de sua sala, comendo uma pipoquinha gostosa!

Neste link mostro como fazê-lo com o ogmrip, programa nativo para linux.

Até a próxima dica!
;-))



quinta-feira, 15 de agosto de 2013

ogmrip: no dvd no device

Se você usa o ogmrip para converter dvd em filmes, pode ter notado que ele não acha o drive de dvd fora do ambiente GTK+, poi faz uso do gvfs. No KDE4, aparecerá a mensagem "no dvd, no device".

Para resolver o problema, basta instalar o gvfs segundo o procedimento padrão para sua distro. Nas derivadas do Debian:

$ su -
# apt-get install gvfs gvfs-backends gvfs-fuse

Nas baseadas no Ubuntu:

$ sudo apt-get install gvfs gvfs-backends gvfs-fuse

Reinicie o ogmrip e veja o resultado:


Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Desabilitando usuários cadastrados no linux

Vários aplicativos instalados no linux criam contas de usuários, que podem ser exploradas para se obter acesso não autorizado em nosso pinguim.

Na dica de hoje vou explicar como desabilitá-las. Isso aumenta a segurança local e não prejudica o funcionamento do sistema.

Liste os usuários de sua distro com o comando (parcial, como exemplo):

$ cat /etc/passwd | cut -d \: -f1
root
daemon
bin
avahi
....
pulse
hplip
saned
zé_das_couves

Na lista parcial acima, aparece o root e o zé_das_couves, que não serão desabilitados. Obviamente o segundo refere-se ao usuário ativo, o "dono" do computador. Se for desabilitado, não faz login... ;-))

O comando abaixo desabilita cada uma das contas acima, a exceção das que citei.

$ su -
# usermod -s /dev/null -L usuário

onde:

usermod - bloqueia as contas
/dev/null - shell fictício que não pode ser substituído

Você vai continuar usando seu linux sem problemas, mas não remova-os com "userdel"ou poderá ficar sem recursos importantes, como som, impressora, drice cd/dvd etc.

Até a próxima dica!
;-))

Obs.: dica retirada do livro Segurança em Sistema Linux, de Gilson Marques da Silva. Ed. Ciência Moderna, 2008, pag. 143.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

mplayer: could not connect to socket

Esse erro não oferece risco nenhum, ao menos comigo. Mas se não tiver a mesma sorte, basta fazer o procedimento a seguir para resolvê-lo.

$ nano $HOME/.mplayer/config

Adicione a linha abaixo no arquivo e reinicie o aplicativo que acusava o erro:

# Write your default config options here!
lirc=no

Até a próxima dica!
;-))