terça-feira, 27 de maio de 2014

Instalando a epson L355 no Ubuntu 14.04 e derivadas

Esta dica não é novidade, pois tem outros tutoriais na rede. Mas vou explicar como configurar a epson L355 no Ubuntu 14.04 e derivadas, de forma a evitar os problemas que encontrei.

Não testei no Debian e nas distros baseadas em pacotes *.rpm, e isso ficará sob sua responsabilidade.

Em primeiro lugar, não utilize o system-config-printer-gnome ou outro utilitário de configuração de impressoras. O processo de instalação do driver não conclui e seu Ubuntu congela. Utilize o seu browser preferido.

Acrescente o endereço abaixo no arquivo /etc/apt/sources.list:

# L355 epson driver
# sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AA65D56
deb http://download.ebz.epson.net/dsc/op/stable/debian/ lsb3.2 main

Faça no terminal, na ordem:

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 8AA65D56
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install epson-inkjet-printer-201207w


Conecte a impressora na porta USB e na tomada. Abra seu browser preferido e digite localhost:631:


Esta é a página inicial do servidor cups:


Clique em Adding printers and classes -> Add Printer e escolha a epson L355:




Digite login e senha, a localização da impressora e selecione o driver:




Clique em Set default options -> Manage printers e veja se a epson aparece como "idle", indicando que ela está pronta para imprimir:




Para imprimir uma página de teste, clique na impressora -> Maintenance -> Print test page.

A dica para instalar o scanner da epson L355 você encontra aqui.

Até a próxima!
;-))

Tank you 100,000 page views ;-))













domingo, 25 de maio de 2014

Arquivo fonts.conf no fontconfig 2.11.0 e superiores

O local do arquivo .fonts.conf mudou no pacote fontconfig 2.11.0. Quando queríamos alterar a apresentação dos fontes, como antialiazing, criávamos o mesmo em /home/meu_login. Agora deve ser feito em /home/meu_login/.config/fontconfig.

No terminal, faça:

$ nano ~/.config/fontconfig/.fonts.conf

E acrescente as regras que quiser. Depois é só reiniciar a interface gráfica.

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 19 de maio de 2014

The folliwing schema is missing com.canonical.indicator.bluetooth

Na dica anterior explicamos como resolver erro de dependência do unity tweak tool. Só que existe outro, com o seguinte alerta: "the folliwing schema is missing com.canonical.indicator.bluetooth".

Também é facilmente resolvível, instalando-se o pacote abaixo:

$ sudo apt-get install indicator-bluetooh


Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Alterando o brilho das telas nos notebooks Acer Aspire - parte 2

Existem algumas placas-mãe onde o acpi não consegue fazer o controle da luminosidade da tela automaticamente. A solução, já bem documentada, é adicionar as linhas abaixo no /etc/default/grub:

GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet acpi_osi=Linux acpi_backlight=vendor"

Este recurso permite o controle manual da luminosidade e, excetuando-se o KDE 4, os outros gerenciadores de janelas deixam a desejar. Em cada boot a luminosidade está no máximo...

A solução clássica baseada no arquivo /sys/class/backlight/acpi_video0/brightness:

# echo 4 > /sys/class/backlight/acpi_video0/brightness

não dá resultados, numa escala de 0-10, pois o arquivo acpi_video0 não existe. Em seu lugar temos o arquivo intel_backlight, que só responde ao comando "echo" se descobrirmos o valor correto. E isso é o que explicaremos agora:

a) usando as teclas de brilho, selecione a luminosidade adequada aos seus olhos:


b) abra um terminal e rode o comando abaixo:

$ cat /sys/class/backlight/intel_backlight/brightness
153

O valor "153" é o número correto que vai configurar a luminosidade desejada. Basta colocá-lo no arquivo /etc/init.d/x11-common para que o mesmo seja mantido a cada boot::

#!/bin/sh
# /etc/init.d/x11-common: set up the X server and ICE socket directories
### BEGIN INIT INFO
# Provides:          x11-common
# Required-Start:    $remote_fs
# Required-Stop:     $remote_fs
# Default-Start:     S
# Default-Stop:
### END INIT INFO

set -e

PATH=/usr/bin:/usr/sbin:/bin:/sbin
SOCKET_DIR=.X11-unix
ICE_DIR=.ICE-unix

echo -n 153 > /sys/class/backlight/intel_backlight/brightness

. /lib/lsb/init-functions
if [ -f /etc/default/rcS ]; then
  . /etc/default/rcS

fi
etc...etc...etc...

Salve o arquivo, reinicie o micro e veja o resultado.

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 12 de maio de 2014

The following schema is missing com.canonical.unity.webapps

Se o erro acima aparecer, após instalar o unity tweak tool e chamá-lo para uso:


instale também o pacote abaixo:

$ sudo apt-get install unity-webapps-service

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Instalando o solydK, distro linux baseada no Debian

Na dica de hoje apresento o solydxk, distros baseadas no debian wheezy que subdivide-se nas variantes SolydX (com XFCE) e SolydK (com KDE). O site você acessa aqui e existem as versões business e home edition. 

Vou ensinar como se instala com as seguintes partições: /boot, / (raiz), /usr e /home, sem swap em disco. No final mostro link para criá-lo em arquivo, muito mais rápido!

Bote o dvd para dar boot no modo live e, ao terminar o carregamento, clique no ícone de instalação:


Escolha a localização para o Brasil e o teclado abnt2:



Defina usuário, senha e nome do computador. Se tiver webcam, pode tirar uma foto para ser o avatar (não recomendo... rsrsrsrs):


Agora vamos ao particionamento do disco. Preste muita atenção! Clique em "editar partições":


Clique na representação do HD com botão direito e apague todas as partições do mesmo. Isso detonará o windows ou qualquer SO instalado:




Agora criaremos as partições mencionadas! Clique na representação do HD com o botão direito do mouse -> new e coloque o tamanho desejado em "new size (MiB)". Em Criate as: ponha "Primary partition". Todas as partições serão assim. Não use extendida!



Repita o processo com a demais partições e no final haverá um disco dividido desta forma:


Agora é a hora da verdade: se você desistir da instalação, faça-o neste momento e saia do gparted. Depois de apertar o botão "apply al operations" já era:




Saia do particionador para continuarmos a instalação:


Outro passo muito importante! Clique em cada partição com o botão direito do mouse e atribua seus respectivos nomes, como mostro abaixo.





Deixe o padrão para instalação do grub e o plymouth, tema de boot. Só altere a instalação do primeiro se souber o que está fazendo!


Confira se as opções estão corretas e clique em "instalar". Agora é só aguardar o término do processo, que varia de computador para computador:




Reinicie seu SolydX ou SolydK e parta para o abraço! ;-)


Pode-se criar outros esquemas de particionamento, inclusive com swap em disco. Mas sempre deixe o /home separado, pois protege seus dados. Fica a seu critério. Para swap em arquivo, veja nossa dica aqui.

Até a próxima dica!
;-))

sábado, 3 de maio de 2014

Faça cópia de seus pacotes *.deb e guarde-os em segurança

Uma dica muito simples que sempre faço: um becape de meus pacotes *deb. Se necessito reinstalar o pinguim, não faço download dos pacotes novamente.

Faça no terminal, como root:

# cp -a /var/cache/apt/archives $HOME

Ajuste a permissão de usuário da pasta "archives" em seu /home:

# chown seu_login.seu_login archives -R

Compacte para guardá-los, como usuário normal:

$ tar -cf archives.tar archives/

Para descompactar:

$ tar -xf archives.tar

Copiar pacotes para o cache, como root:

# cp -a archives/*deb /var/cache/apt/archives

Até a próxima dica!
;-))

quinta-feira, 1 de maio de 2014

dpkg: erro: --compare-versions aceitam três argumentos: <versão> <relação> <versão>

Se acontecer de ver o erro "dpkg: erro: --compare-versions aceitam três argumentos: <versão> <relação> <versão>" ao instalar um pacote pelo apt-get, não se preocupe. Basta reinstalá-lo como mostro abaixo:

Primeiramente, delete-o do cache do apt, como root:

# rm -rf /var/cache/apt/archives/pacote.deb

Reinstale-o:

# apt-get install --reinstall pacote.deb

Até a próxima dica!
;-))