sábado, 29 de abril de 2017

Corrigindo o erro "gpg: failed to start the dirmngr '/usr/bin/dirmngr" no Debian, Ubuntu e derivadas

Se você tentar baixar e instalar a chave gpg de um repositório, ao adicioná-lo na /etc/apt/sourceslist, e aparecer o comando abaixo no terminal, resolvê-lo é muito fácil:

gpg: failed to start the dirmngr '/usr/bin/dirmngr': Arquivo ou diretório não encontrado
gpg: connecting dirmngr at '/tmp/apt-key-gpghome.Law5vQlyFn/S.dirmngr' failed:
Arquivo ou diretório não encontrado

No mesmo terminal, rode o comando abaixo:

UBUNTU E DERIVADAS
$ sudo apt-get install dirmngr

DEBIAN E DERIVADAS
$ su - [ENTER]
# apt-get install dirmngr
# exit

Até a próxima dica!
;-))

domingo, 23 de abril de 2017

Torne o firefox mais rápido no linux

Dica para tornar o firefox mais rápido no linux. Pode ser que você sinta ou não a diferença, dependendo de seu computador.

Vamos lá. Abra o mesmo e digite "about:config" na barra de endereços:


Clique no botão azul, lendo com atenção o alerta:


Coloque a chave "layers.acceleration.force-enabled" no local indicado:


Clique na opção, mudando de "false" para "true":


Reinicie seu navegador e veja se houve alguma diferença perceptível.

Até a próxima dica!
;-))

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Instalando plugin indicador no LXDE e outros ambientes gráficos leves

A dica de hoje é mostra como instalar um plugin indicador no LXDE e outros ambientes gráficos leves, sendo que testei apenas no primeiro. Os demais ficam por sua conta.

Esse recurso existe normalmente no gnome, kde, xfce e derivadas. Nos outros há falta de recursos como este, que atendem a necessidades muito específicas.

Mas deixemos de lero-lero. Para habilitar o recurso, instale o pacote xfce4-notifyd segundo o procedimento padrão para sua distro, o que não mostrarei aqui. Para fazê-lo no Debian e derivadas, rode no terminal:

$ su - [ENTER]
# apt-get install xfce4-notifyd

No mesmo terminal, rode o comando abaixo:

$ xfce4-notifyd-config

Aparecerá a janela de configuração do plugin indicador, com as opções que você muda de acordo com seu gosto:


Veja o resultado:

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Configurando o fone multilaser wireless PH036 no linux

Na dica de hoje explico como configurar o fone wireless PH036 de multilaser no linux, qualquer distribuição. Usarei como base o ubuntu, que servirá de ponto de partida para as demais.

Em primeiro lugar, instale o servidor de som pulseaudio segundo o procedimento padrão para sua distro, o que não será visto aqui. Para os usuários do Ubuntu, Debian e derivadas, os pacotes são:

UBUNTU E DERIVADAS
$ sudo apt-get install gstreamer0.10-pulseaudio gstreamer1.0-pulseaudio \
   libcanberra-pulse pavucontrol paman pulseaudio-esound-compat \
   pulseaudio-module-bluetooth pulseaudio-module-jack pulseaudio-module-x11 \
   pulseaudio-utils

DEBIAN E DERIVADAS
$ su - [+ ENTER]
$ sudo apt-get install gstreamer0.10-pulseaudio gstreamer1.0-pulseaudio \
   libcanberra-pulse pavucontrol paman pulseaudio-esound-compat \
   pulseaudio-module-bluetooth pulseaudio-module-jack pulseaudio-module-x11 \
   pulseaudio-utils

Ei-lo: 

O fone PH036 é composto do mesmo e de uma estação transmissora de rádio, vindo junto um fio PS2 <-> P2 e outro P2 <-> P2:


Coloque as pilhas AAA na estação emissora e no fone de ouvido e conecte a adaptador PS2-P2 no cabo da estação emissora, como mostro abaixo:


A ponta P2, amarela, você conectará na saída de fone de ouvido de seu computador:


Ligue a estação transmissora selecionando a opção "wireless earphone":


Já o fone você liga no botão "on/off". Neste momento faça apenas este procedimento:


O próximo passo é configurar a saída do som para a estação transmissora, que está na saída de som de seu computador. Clique no indicador de som com o botão direito do mouse.





Bote uma música pra tocar e vá na aba "Dispositivo de saída". Selecione fone de ouvido, se não estiver selecionado automaticamente. Feito isso, o som é enviado pro receptor:


Ligue o fone de ouvido e aperte o botão "scan" até sintonizar com a freqüência do transmissor. Não precisa de mais nada. Toda vez que desligar o som, no computador ou no fone, aperte o scan novamente.

O som não é nenhuma maravilha. Assemelha-se a uma estação AM. Se você exige pureza de som, recomendo a conexão direta pelo fio P2-P2. Futuramente veremos como usar o microfone e outros recursos.

Até a próxima dica!
;-))

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Netflix não funciona no firefox 52

Usuários do firefox no fedora relatam que não conseguem assistir os filmes e séries da netflix, mesmo possuindo a versão suportada (a 52).

Descobriu-se que o problema é com o user-agent personalizados do navegador ou seus derivados. User agent nada mais é do que o "nome" que identifica seu navegador:


Este problema pode ocorrer com qualquer distro que use seus derivados, como o iceweasel, ou o original com user agent personalizado.

Para resolver o problema, instale a extensão "user agent switcher", que se encontra neste link, e bom divertimento. Até a próxima dica. ;-))

segunda-feira, 10 de abril de 2017

E a Canonical chutou o balde!

Se você ficou triste porque a Canonical chutou o balde, não se desespere, não se deprima, não vale a pena. O mundo não acaba por isso. Pra tudo tem um consolo. Então aqui vai um, pra lhe ajudar nesse momento difícil.




Até a próxima dica.
;-))

domingo, 9 de abril de 2017

Instalando o warsaw (módulo de segurança) no Debian stretch e derivadas

A dica de hoje é um complemento a do Edivaldo Brito, em seu excelente blog, que vale a pena acompanhar. Nele há a recomendação de se instalar os pacotes libnss3-tools e libcurl3, antes de se baixar e instalar o warsal.

A recomendação que faço é instalar também o pacote libglib2.0-bin junto com aqueles, o que não vem por padrão no Debian stretch, ao menos na instalação a partir da netinst. Não sei quanto a imagem completa.

Também não testei no stable nem no sid. Isso fica por sua conta. Então, antes de instalar o warsaw, rode o seguinte comando:

$ su - [SENHA]
# sudo apt-get install libnss3-tools libcurl3 libglib2.0-bin

Isso porque o "apt-get install -f" não baixou a libglib2.0-bin. De qualquer forma, com o comando acima resolve-se o problema.

Até a próxima dica!
;-))